Residência Adelina


A Adelina Instituto criou, em 2017, o seu programa de residência para artistas latino americanos que realizam trabalhos em diversos suportes e formatos – atuantes nas áreas de artes visuais, performance, arte sonora, novas mídias e demais manifestações contemporâneas.
Os artistas selecionados recebem hospedagem, ajuda de custo e verba de produção para a realização dos projetos de pesquisa inscritos. A Adelina Instituto também oferece aos artistas um programa curatorial que compreende programas públicos e debates abertos, facilidade para encontros com curadores e artistas, acompanhamento crítico, produção executiva e ateliê aberto para debates e visitas agendadas com escolas da região e o público em geral.
Na primeira edição da Residência Adelina, que teve curadoria de Josué Mattos e júri de Camila Bechelany, Galciani Neves, Júlia Lima, Renata Cruz e Vitor César, foram selecionados os artistas Élle de Bernardini (Brasil), Natália Forcada (Argentina), Efe Godoy (Brasil) e Abigail Reyes (El Salvador). A segunda edição teve curadoria de Julia Lima, e júri de Fellipe Morais, Lívia Aquino e Roberta Tassinari. As artistas selecionadas foram: Ana Vela (Equador), Emília Estrada (Argentina), María Sabato (Argentina) e Raylander Mártis (Brasil),

Como participar?
Através de inscrição durante convocatória aberta, os candidatos podem apresentar proposta de projeto de natureza artística a ser realizado durante o período de dois (02) meses na sede do instituto, em São Paulo, com acompanhamento de um (a) curador (a) e mentorias com profissionais experientes nas artes visuais.
Por meio de júri formado por curadores e artistas com larga experiência, são selecionados dois (02) projetos residentes por ciclo, entre os inscritos por brasileiros e estrangeiros, de acordo com as especificações e regras previstas em edital.


Residência Adelina: aplicabilidades para artistas
Na impossibilidade da realização da residência presencial em 2020, a Adelina preparou uma série de atividades com o objetivo de contribuir para desenvolvimento e estímulo da produção de arte contemporânea de artistas latino americanos através do compartilhamento de conhecimentos, vivências e experimentações. As atividades serão realizadas pela plataforma zoom gratuitamente


Laboratório de apresentação de projetos, com Natalia Forcada
O programa tem como objetivo instruir os artistas a como apresentar projetos de obras em desenvolvimento ou terminadas em fundos nacionais/internacionais. Ao terminar o programa o participante contará com um projeto pronto para apresentação. Os conteúdos aplicados são: montagem de currículo, proposta conceitual, seleção de imagens, contrução de depoimento/statement do artista e da obra, montagem e revisão de portifólio, orçamentos e cronograma de trabalho, com estrategias claras para realizar uma apresentação verbal de seus próprios trabalhos ao falar em público de acordo com o interlocutor (galeristas, curadores imprensa, visitantes, alunos etc.)

RESIDÊNCIA ADELINA – APLICABILIDADES PARA ARTISTAS Como apresentar os seus projetos de arte


Informações
Curso dirigido a artistas e estudantes.

 

Data: de 07 a 31 de julho | terças e sextas | das 15h às 18h
Local: Online por meio da plataforma ZOOM (Cadastre-se gratuitamente pelo App Zoom ou pelo site www.zoom.us.)
Inscrições gratuitas pelo site www.sympla.com.br/adelina – vagas limitadas!


Sobre a artista

Natalia Forcada (Argentina, 1981) é cineasta, artista visual e cênica. Desde 2013 realiza assessorias personalizadas de projetos a artistas na Argentina, Espanha, Uruguai e Brasil. Foi docente e coordenadora de produção da ‘Universidade de Cine’ de Buenos Aires. Tutora, palestrante e jurada na Argentina, Espanha e Brasil. Possui licenciatura e docência em Direção de Cinema – Universidad del Cine, especialização em ‘Violência de gênero e resistência feminista’ pelo Museo Evita, em 2019, e ‘Profissionalização em arte contemporânea’, pelo Node Center (Alemanha). Como artista visual expôs, obteve prêmios e realizou residências em Veneza, Valência, Ilhas Canárias, São Paulo, Bogotá, Guayaquil, Montevidéu, Buenos Aires e outras cidades argentinas.