ACERVO ROTATIVO

“Ar: Acervo Rotativo” consiste na criação de um acervo público-independente que conecta artistas contemporâneos e instituições artísticas. A mostra, ainda inédita, traz uma exposição coletiva com aproximadamente 300 artistas e 700 obras que traduzem a essência do artista em uma escala de pequeno formato: obras medindo até 5×5 ou até 5x5x5 cm.

O “Ar” surgiu em 2018 com a ideia de suprir lacunas no setor da cultura a fim de criar exposições de baixo custo com um número significativo de artistas somando a este acervo. Artistas jovens ou em início de carreira dividem o desafio de desenvolver uma obra nesta pequena dimensão junto com artistas já consagrados e experientes permitindo que a soma entre os saberes resulte em um conjunto significativo de obras e pesquisas em parcerias com instituições artísticas que abraçam este projeto. Em pouco tempo, artistas de outros países como Japão, Nova Zelândia, Bélgica, Uruguai e Argentina somam a proposta do Acervo Rotativo possibilitando em breve parcerias com instituições culturais no estrangeiro.

Esta exposição conta com o apoio do Instituto Adelina, que possibilita trazer ao público a experiência de ver as obras fisicamente na Oficina Cultural Oswald de Andrade. O “Ar: Acervo Rotativo” segue somando artistas por onde passa, e em sua plataforma no Instagram [ @acervorotativo ] apresenta com transparência seu acervo em construção, e a possibilidade de conexão aos artistas via depoimentos em vídeo na plataforma do IGTV e seus perfis em redes sociais para contatos e pesquisas.

 

SOBRE O ACERVO ROTATIVO

Nossa missão é a formação de um acervo público-independente com obras de artistas visuais contemporâneos brasileiros e estrangeiros. Instigamos os artistas a sintetizar sua poética de trabalho nas dimensões 5x5cm ou até 5x5x5cm.
Todas as obras em exibição física ou na plataforma on-line (@acervorotativo) são doadas pelos próprios artistas ao “Ar – Acervo rotativo” e serão expostas em museus, centros de cultura e instituições culturais.
O pequeno formato pode ou não ser interpretado como um desafio dentro da poética e pesquisa do artista, mas trará consigo a preciosidade do gesto e sua essência. 
Diante de crises sequenciais, e com os grandes cortes na área cultural de nosso país, acreditamos que unindo forças de uma maneira colaborativa podemos atuar nessas lacunas junto a museus, centros de cultura e instituições culturais públicas que atualmente estão com desfalques de verbas para receber e/ou patrocinar grandes exposições. Com a possibilidade de trabalhar com o “pequeno formato”, estes gastos são reduzidos impactando em: montagem, transporte, equipe operacional, seguro, entre outras operações. 
O “Ar – Acervo rotativo”, visa criar este acervo através da participação dos artistas, para atuar como um agente em diversas regiões possibilitando um recorte significativo da produção nacional e internacional.

Visitação na Oficina Cultura Oswald de Andrade
:: em breve mais informações ::

 

Ficou com alguma dúvida?

Vamos adorar conversar com você! Envie um e-mail para oi@adelina.org.br ou ligue para (11) 94812 3175.